DisCover #3 – Tracklist

disc3track

Estamos de volta, finalmente com a Tracklist comentada do DisCover #3.

  • World in My Eyes – The Cure: Essa versão foi gravada por Robert Smith e Cia para o disco tributo For the Masses, lançado em 1998.
  • The Sweetest Perfection – Color Theory: Em 2001, quando o Depeche Mode estava lançando o album Exciter, uma música do Color Theory (projeto eletrônico do americano Brian Hazard) foi extensamente compartilhada no Napster como sendo um b-side de Exciter, fato citado inclusive no site oficial do Depeche Mode. Isso inspirou Brian a fazer o tributo Color Theory presents Depeche Mode, de onde selecionamos a versão de The Sweetest Perfection. Confira ai o “b-side do Depeche Mode”: Ponytail Girl.

  • Personal Jesus – Johnny Cash: Lançada pelo “Homem de Preto” em outubro de 2002 como primeiro single do álbum American IV: The Man Comes Around, parte da aclamada série de discos produzidos por Rick Rubin e o último lançado em vida por Cash. O violão da faixa foi gravado pelo guitarrista do Red Hot Chilli Pepppers, John Frusciante.
    O tocante video do segundo single Hurt, cover da banda Nine Inch Nails, foi gravado em fevereiro de 2003. June Carter, esposa de Cash presente no vídeo, faleceu pouco depois, em maio de 2003. Cash se juntou a ela em setembro do mesmo ano.

  • Halo – Scarlett & Disher: Duo pop indie da cidade de Hamilton, Província de Ontario no Canadá, gravou essa versão para o EP Halo, com 3 músicas do Depeche Mode, sem utilizar nenhum instrumento musical, apenas sampleando sons de objetos caseiros.
  • Waiting for the Night – Rabbit in the Moon: Grupo música eletrônica formado em 1992 em Tampa, Flórida, na ativa até hoje. Outra versão retirada do disco tributo For the Masses.
  • Enjoy the silence – Anberlin: Banda de rock alternativo da Flórida, essa versão foi lançada em 2006 na coletânea Punk Goes 90s, onde várias bandas reinterpretaram sucessos da década de 90. A série Punk Goes… da gravadora Fearless Records tem diversos albuns com covers também de pop, classic rock, metal, músicas dos anos 80 e etc. , algumas curiosas como essa abaixo.

  • Policy Of truth – Yeah : Lançada em 2005 no CD A Greek Tribute to Depeche Mode – Around the World and Back, compilação de covers feitas por bandas gregas e organizada pelo fã clube Hysterika.
  • Blue Dress – New Concept: Grupo alemão de electropop, essa cover saiu no disco Sweetest Temptation – A Tribute to Depeche Mode, de 2001. O grupo participou também de outro disco tributo, dessa vez sobre os Pet Shop Boys, com uma versão para Domino Dancing.

  • Clean – Fading Colours: Grupo polonês de Dark Wave, essa versão vem de mais um tributo alemão: Depeche Mode Reconstruction Time – A Tribute, de 1996.

Apesar da ausência nos últimos meses estamos retomando as postagens com mais  extras do DisCover 3 essa semana e um novo episódio em breve.

DisCover #2 – Tracklist

disc2mtc

Assim como fizemos no primeiro episódio, temos aqui a Tracklist comentada do DisCover #2.

A maneiríssima ilustração de abertura desse post foi feita pelo artista Marcos Tavares Costa enquanto ele ouvia nosso podcast. Valeu muito, MTC!

Confiram ai a Tracklist.

  • Five Years – The Polyphonic Spree: Grupo texano que se auto-denomina um “Coral de Rock Sinfônico”, o Polyphonic Spree chegou a abrir shows do Bowie durante sua última turnê, a Reality Tour, além de participar de festivais feitos sob curadoria do camaleão.
    A cover de Five Years foi lançada num single de Hanging Around, faixa do primeiro disco da banda, The Beginning Stages of… . É desse primeiro álbum que também saiu Light and Day/Reach for the Sun, música mais conhecida do grupo, já usada em diversos comerciais e seriados,  além de no filme Brilho Eterno de uma Mente sem Lembrança, que incluía o clipe abaixo em seu DVD.

  • Soul Love – The Ritch Kids: A dupla de Indie Pop francesa lançou sua versão de Soul Love no segundo EP da banda, Time’s Up, de 2012.
  • Moonage Daydream – Milky Edwards & The Chamberlings: Em fevereiro de 2012 essa “banda” lançou 3 covers de músicas de Ziggy Stardust em seu canal do Youtube e até hoje não se sabe quem fez essas versões, nem nenhum novo material do Milky Edwards foi lançado. Provavelmente nunca saberemos quem gravou essas covers ou ouviremos o restante do seu álbum Starman, cuja capa indica que seria todo dedicado a recriar o Ziggy Stardust. Confiram abaixo as duas outras versões incríveis que foram lançadas.

  • Starman – Diffused World: Grupo esloveno que faz versões punk rock de diversas músicas e lança diretamente em seu canal do youtube. A versão de Starman ouvida no DisCover foi extraída do vídeo abaixo.

  • It Ain’t Easy – Ron Davies: Em Ziggy Stardust, Bowie regravou essa música e por isso colocamos no podcast a versão do compositor, mas curiosamente essa não foi a primeira gravação da canção a sair. Em março de 70, dois meses antes do single por Ron Davies, a banda Three Dog Night a lançou em seu terceiro álbum, também chamado It Ain’t Easy.

  • Lady Stardust – Capsula: Lançada em 2012 pelos argentinos do Capsula em seu disco tributo Dreaming of Ziggy Stardust, cujas faixas podem ser ouvidas na íntegra clicando AQUI.
  • Star – Cuff the duke: Também saída de um disco tributo lançado em 2012 – “Paper Bag Records Vs. The Rise And Fall Of Ziggy Stardust And The Spiders From Mars”. Nele diversas bandas independentes da cena folk/country canadense reinterpretam as faixas de Ziggy Stardust. O tributo foi inicialmente liberado de graça para download no site da gravadora mas atualmente o arquivo está indisponível. Apesar disso, todas as faixas podem ser ouvidas clicando AQUI.
  • Hang on to Yourself – Shesus: Vem de mais um tributo, Spiders From Venus, de 2003, dessa vez com versões de músicas de toda  a carreira do Bowie ao invés de cobrir um álbum em específico. O tributo era composto exclusivamente de bandas femininas ou com ao menos a vocalista mulher, como o Shesus, banda punk de Dayton, Ohio.
  • Ziggy Stardust – Bauhaus: Um dos grupos mais famosos do pós-punk inglês, a banda de Peter Murphy e Daniel Ash gravou essa cover durante uma BBC Session em 1 de julho de 2012 e lançou como single no mesmo ano. O sucesso da versão de Ziggy Stardust ajudou a alavancar as vendas do seu terceiro album, The Sky’s Gone Out, mesmo sem fazer parte dele.

  • Suffragette City – The Get Up Kids: Grupo de Kansas City, Missouri, surgido na segunda onda de bandas emo dos anos 90, foi aos poucos adotando uma sonoridade de rock alternativo. Essa versão saiu na coletânea Eudora, de 2001, que reunia b-sides, covers e raridades da banda.
  • Rock N Roll Suicide – Black Box Recorder: Banda inglesa do começo dos anos 2000, veio na rabeira do sucesso do Radiohead, com um som similar aos contemporâneos Coldplay e Travis e foi uma aposta da famosa revista New Musical Express. Essa cover saiu originalmente no single da música The Art Of Driving, em 2000.

Fiquem ligados, apesar do hiato de posts no blog recentemente, ainda teremos alguns extras ligados ao DisCover 2 e o terceiro programa já está saindo do forno.

Assista ao documentário David Bowie – Five Years

Bowie5years

Lançado pela BBC em 2013, David Bowie – Five Years é um documentário muito interessante que aborda cinco anos cruciais em sua carreira, através principalmente de depoimentos de colaboradores e pessoas próximas a ele, além de diversas entrevistas do próprio Bowie.

CLIQUE AQUI

Fonte: artvod.com

Fiquem ligados, ainda teremos diversos “Extras” do DisCover #2 – Ziggy Stardust por aqui, ainda essa semana sai a Tracklist comentada.

DisCover #2 – Ziggy Stardust

DisCover 2

Na segunda edição do Podcast DisCover temos o album The rise and fall of Ziggy Stardust and the Spiders From Mars, a saga musical de David Bowie sobre o rockstar alienígena Ziggy Stardust.

AVISO: O podcast contém linguagem inapropriada, vulgo PALAVRÕES. Ouça em volume máximo em caixas de som por sua conta e risco.

Discover - Download

1 mês de DisCover, Ronca Ronca, Mutante Rádio, Extras, Spotify e 2018

discover 1m

Estamos completando 1 mês desde que o primeiro DisCover foi ao ar e a repercussão do programa até aqui exige algumas palavras de agradecimento.

Aos amigos do Uaréva e MdM que ajudaram bastante na divulgação do podcast.

Ao brother Thyago Moura por emprestar seu talento sempre que pedimos pra traduzir em imagens nossas idéias para logo e ícone de download do site.

A lenda Maurício Valladares que não só ouviu e deu feedback, mas também nos deu a honra de registrar seus comentários positivos sobre o programa no ar durante o RoNca RoNca #262. O Ronca foi a principal inspiração para a criação do nosso podcast então nem precisamos dizer o quanto isso é legal e motiva a gente.

Ao Kleber Vinicius e ao Ricardo Drago pela indicação e convite para o DisCover fazer parte da Mutante Rádio Rock, uma rádio independente com programação extensa e estilos variados. Sermos convidados para integrar ela já no nosso programa de estréia mostra que o trabalho feito, ainda que apenas começando, já encontra ressonância com várias pessoas. É mais um canal de divulgação pro DisCover (que toca na Rádio Online aos sábados às 13:00 horas e depois fica disponível para seus ouvintes no Mixcloud da Mutante) e, principalmente, mais um caminho de descobertas musicais para nós através dos diversos programas da rádio.

E, CLARO, AOS OUVINTES que embarcaram junto nessa viagem, especialmente os muitos que dividiram suas impressões conosco.

Para “fechar o ciclo” do primeiro programa deixamos para esse finalzinho de 2017 alguns extrinhas do Revolver: um DisCover alternativo que pode ser ouvido no Spotify e mais duas covers que estavam na briga para entrar no podcast e valem a pena estar aqui.

DisCover Spotify #1

É isso, ano novo chegando e estamos com a mão na massa para os próximos programas: o segundo está no forno para sair em janeiro e as idéias para os seguintes não param de surgir. Contamos com vocês.

Forte abraço a todos e ótimo 2018. 

DisCover #0 – Paperback Writer/Rain

beatles ad tumblr_n2ukvji1ND1s3w3ano1_1280

Antes de lançar o primeiro episódio do DisCover surgiu a idéia de fazer um “aperitivo” apresentando o conceito do podcast usando o single dos Beatles cujas músicas foram gravadas durante as sessões de Revolver: Paperback Writer/Rain.

A idéia foi logo abandonada para focarmos na produção do primeiro programa, mas resolvemos colocar aqui no blog as covers selecionadas para o descartado DisCover #0.

Aproveitando que por esses dias foram disponibilizados oficialmente no canal Vevo dos Beatles os vídeos justamente dessas duas faixas, vamos colocar eles aqui também para quem achar interessante comparar covers com originais.

  • Não Volto Mais Não (Paperback Writer) – Renato e seus Blue Caps

Faixa 9 do disco de 1969 da banda, a versão em português feita pelo próprio Renato Barros recebeu uma letra totalmente diferente da original, algo bastante comum na Jovem Guarda.

O curioso é que essa versão fala de amor e dizem que Paperback Writer surgiu justamente do questionamento se os Beatles não podiam fazer uma música que não falasse de amor.  A letra feita por Paul fala sobre um autor pedindo a uma editora a publicação de seu “livro de bolso”.

 

  • Rain – Randy California

Faz parte do álbum Kapt. Kopter and the (Fabulous) Twirly Birds, primeiro solo de Randy California, lançado em 1972 logo após sair do Spirit. Esse disco tem ainda outro cover dos Beatles: Day Tripper.

Discover #1 Tracklist

DisCover 1 Tracklist

Após o lançamento de cada podcast vamos sempre colocar alguns “extras” sobre ele aqui no blog, começando pela lista das versões selecionadas com curiosidades, videos e etc e tal relacionados a elas.

Se você caiu de paraquedas nesse post e não ouviu o Discover #1 ainda, clique AQUI.

Confiram ai a Tracklist.

  • Taxman – Stevie Ray Vaughan & Double Trouble: Foi gravada para participar de um projeto do Michael Jackson, uma animação com várias músicas dos Beatles, que acabou sendo cancelada. Foi lançada na coletãnea póstuma Greatest Hits.
  • Eleanor Rigby  – Cássia Eller: Versão de estúdio saiu no primeiro disco da Cássia, de 1990. No vídeo temos uma versão ao vivo no programa Metrópolis, na mesma época.

  • I’m Only Sleeping – The Vines: Lançada na trilha sonora do fime I Am Sam (no Brasil, Uma Lição de Amor) que originalmente seria composta das versões originais de várias músicas dos Beatles. Como os produtores não conseguiram autorização para usar as versões originais, vários artistas foram convidados a regravar as músicas para o filme.
  • Love You To – Bongwater: Do primeiro álbum da banda, o duplo Double Bummer, que possui diversas covers, inclusive outra dos Beatles, Rain.
  • Here, There and Everywhere – Sarah Vaughan:  Faz parte do disco Songs of the Beatles, inteiro dedicado a interpretações do Fab Four. A versão de Something desse álbum foi gravada em estilo bossa nova, com participação de Marcos Valle.

  • Yellow Submarine – Roots Manuva: Lançado como single em 2002 pelo rapper britãnico, com capa do grafiteiro, ativista político e cineasta Bansky.

rmbansky

  • She Said She Said – The Black Keys: Faixa do disco de estréia da dupla, The Big Come Up, gravado no porão do baterista Patrick Carney usando 2 microfones comprados no e-Bay e um gravador de fita 8-Track.
  • Good Day Sunshine – Roy Redmond: Lançada como single em 1967 pela Loma Records, selo de R&B da Warner que durou de 64 a 68. No vídeo vemos Sir Paul McCartney citando essa como uma das versões favoritas de suas músicas.

  • And Your Bird Can Sing – The Jam: Demo gravada durante as sessões de Sound Affects, álbum que Paul Weller considera o melhor já lançado pela banda e reconhece ter sido fortemente influenciado por Revolver. Não é a toa que o primeiro single do disco,  Start!, lembra tanto Taxman.

  • For No One  – The Submarines: Música gravada “ao vivo em estúdio” para o The Voice Project.

  • Doctor Robert – Luke Temple: Lançada em 2006 no CD Mojo Presents – Revolver Reloaded, encartado na edição de julho da revista Mojo, em comemoração aos 40 anos de Revolver.
  • I Want to Tell You – The Melvins: Está no disco, Basses Loaded, lançado em 2016 e teve participação de Steve McDonald da banda Redd Kross no baixo.
  • Got to Get You into My Life – Earth Wind and Fire: Fez parte do filme Sgt Pepper’s Lonely Hearts Club Band, um mal sucedido musical protagonizado por Peter Frampton e os Bee Gees em 78. Se após ver o, literalmente, INCRÍVEL trailer abaixo você ainda quiser ver o filme completo, clique AQUI.

  • Tomorrow Never Knows – Pedro Aznar: Lançada em 2003 no álbum Mudras: Canciones de a dos, tem a participação da banda italiana The Void. No vídeo vemos o argentino Pedro Aznar “dipindurado” cantando a música, concretizando a idéia que John Lennon tinha para a gravação da faixa.

Fiquem ligados, em breve teremos outros “Extras” aqui no blog.